terça-feira, 13 de maio de 2008

VIVER E MORRER SEM MEDO


Nós, seres humanos, não gostamos de pensar na morte. Tentamos esquecer, a todo custo, sua iminência e sua inevitabilidade. Eleny Vassão, capelã do Hospital das Clínicas de São Paulo, expressou muito bem essa nossa tendência: "Gostaríamos de reduzir a morte às estatísticas. Números frios, porcentagens, gráficos. Gostaríamos de confinar a morte ao hospital, necrotério, cemitério. Gostaríamos de superar a morte com vacinas e remédios, técnicas e conhecimento". Assusta-nos saber que, um dia, haveremos de encará-la.
O pastor presbiteriano Júlio Andrade Ferreira brilhantemente tratou a morte como "nada tão certa, quando vista estatisticamente; nada mais incerta, quando se quer, em imaginação, antecipar sua chegada. Nada tão esperada quando um paciente tem longa agonia; não obstante, nada tão inesperada, quando realmente chega. Nada tão alheia, quando contemplamos um cadáver; nada tão pessoal, quando se trata da morte de cada qual".
Jesus Cristo é o remédio que nos sara da "tanatofobia", ou seja, nos cura do medo da morte. Se o Mestre nos ensina a viver melhor, quanto mais a morrer! Entendemos melhor o quanto é importante viver e morrer com ele quando nos lembramos de que esta vida que hoje vivemos é passageira; como escreveu o salmista: "Quanto ao homem, os seus dias são como a relva; como a flor do campo, assim ele floresce; pois, soprando nela o vento, desaparece; e não conhecerá, daí em diante, o seu lugar" (Salmo 103:15s). Mas Jesus afirmou: "Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; e todo o que vive e crê em mim não morrerá, eternamente" (João 11:25s). O apóstolo Paulo declarou que os salvos, isto é, os que crerem, estarão "para sempre com o Senhor" (1 Tessalonicenses 4:17).
Você deseja viver sem medo de morrer? Deseja viver bem para morrer da melhor maneira possível? Então receba a Cristo como seu Salvador e reconheça-O como seu Senhor... e seja liberto de todo medo, para poder afirmar, como o apóstolo Paulo fez um dia: "Porquanto, para mim, o viver é Cristo, e o morrer é lucro" (Filipenses 1:21).

Nenhum comentário: