terça-feira, 14 de outubro de 2008

UM OLHO CEGO E UM OUVIDO SURDO


Certa feita, Charles Haddon Spurgeon, famoso pregador inglês do século dezenove, despertou a curiosidade de seus ouvintes dizendo que deveriam ter um olho cego e um ouvido surdo, para evitarem os mexericos, frivolidades e todas as vaidades destiladas pela língua humana. Essa advertência é mais pertinente do que parece a princípio e serve para todos nós, em todas as esferas da vida, principalmente a dos nossos relacionamentos!
Em certas circunstâncias devemos agir como cegos, e em certas conversas, proceder como surdos... Mesmo que quem nos provoque ou nos fale não saiba disso! Conforme Spurgeon: “Você não pode deter a língua das pessoas; portanto, a melhor coisa é deter os seus ouvidos, e não ligar para o que digam”. O sábio rei Salomão escreveu: “Não fique escutando tudo o que os outros dizem, pois poderá ouvir o seu empregado falar mal de você” (Eclesiastes 7:21 – Bíblia na Linguagem de Hoje).
A Bíblia nos dá exemplos de pessoas que ignoraram o que diziam delas e o que lhes faziam os outros: O patriarca Nóe fez pouco caso do escárnio de seus conterrâneos, construiu sua arca debaixo de vaias, mas foi salvo pela fé (Gênesis 6-10); o governador Neemias olvidou as ameaças de seus inimigos e concluiu a reconstrução dos muros de Jerusalém (Neemias 6:1-14); o apóstolo Pedro não se intimidou com a proibição do Sinédrio, o mais alto tribunal dos judeus, de pregar a Cristo, e disse: “Antes, importa obedecer a Deus do que aos homens” (Atos 5:17-29).
Em qualquer momento de sua vida, especialmente ao estabelecer seus projetos, alvos e metas, lembre-se de que alguém poderá tentar afastá-lo de seus objetivos e desanimá-lo da realização de seus sonhos. Volte-lhe, então, seu ouvido surdo e seu olho cego. Ignore as críticas improcedentes e comentários frívolos e vá em frente! Considere o que disse um velho filósofo: “As grandes obras são sonhadas por gênios loucos, conquistadas por lutadores natos, desfrutadas por felizardos do bom senso e criticadas pelos inúteis de sempre”. Que as bênçãos de Deus estejam sobre você!

5 comentários:

amor disse...

Bom dia Rev. Oslei.

Hoje quando abri meu e-mail e li o seu texto foi muito bom, pois eu estava muito triste, pois eu não estava conseguindo ser feliz no casamento maravilhoso que o senhor realizou e abençõu ao lado da pessoa que eu tanto amo, devido aos comentários maldosos. Obrigada por me abrir os olhos.
Hoje decedi que vou lutar pelos meus sonhos e vou ser feliz, e não vou mais escutar os inúteis.
Que seu dia seja maravilhoso.
Muito obrigado!!!

Kleber disse...

Olá Rev. Oslei. tudo bem?
Meu nome é Kleber Rodrigues, tive o privilégio de ser seu aluno de História da Igreja do curso de Teologia da Unifil.
Estava precisando muito ler essa mensagem.
Muito obrigado e que Deus Todo Poderoso continue a abençoar-nos.

Um forte abraço!

Rosana disse...

Olá Pastor Oslei,
Sou a Rosana, da Presbiteriana de Londrina, tive o privilégio de tê-lo como Pastor na primeira célula que liderei, lá na rua PAranaguá aqui em LOndrina, lembra-se? Bem, o seu blog é uma benção, que mais poderia falar! DEus o capacite cada vez mais e derrame sobre vc a unção poderosa do Espirito Santo."Enchei-vos do Espírito".
Um abraço a família, especialmente a Ruth.
Rosana
rosana

alexandre disse...

Olá amigo Oslei ! Ótimo seu post, justamente assim o é seu bom senso quando compara o útil ao desnecessário, a fé frente a descrença, o equilíbrio e a derrota. Um forte abraço de minha família que está unida sob suas benções.

Wagner Marques disse...

Magnifico Rev. Oslei....
Deus o abencoe em seu ministerio...regando-o com sabedoria divina..

Um grande e caloroso abraco...

Wagner