segunda-feira, 10 de maio de 2010

VISLUMBRES DE UM CRIADOR

O texto a seguir é um daqueles que eu não poderia deixar de compartilhar com você. O autor é um pastor chamado Abraão de Almeida. Após sua leitura, fiquei impressionado! Leia-o com bastante atenção, enquanto estarei rogando ao nosso Pai Celestial para que este conteúdo revele a você um Deus glorioso, que sustenta o universo nas mãos, mas ao mesmo tempo se preocupa muito com sua vida.

O elefante é o único animal cujas pernas dianteiras se dobram para a frente. Por quê? Porque de outra forma seria difícil para esse animal levantar-se, por causa do seu peso. Por que os cavalos, para se erguerem, usam as patas dianteiras, e as vacas, as traseiras? Quem orienta esses animais para que ajam dessa maneira?
Deus. Esse mesmo Deus que coloca um punhado de argila no coração da terra, e, através da ação do fogo transforma-a em formosa ametista de alto valor. Esse mesmo Deus que coloca certa quantidade de carvão nas entranhas do solo, e, mediante a combinação do fogo e a pressão dos montes e das rochas, transforma esse carvão em resplandecente diamante, que vai fulgurar na coroa dos reis ou no diadema dos poderosos!
Por que o canário nasce aos quatorze dias, a galinha aos vinte e um, os patos e gansos aos vinte e oito, o ganso silvestre aos trinta e cinco e os papagaios e avestruzes aos quarenta e dois dias? Por que a diferença entre um período e outro é sempre de sete dias?
Porque o Criador sabe como deve regular a natureza e jamais comete engano. Ele determinou que as ondas do mar se quebrem na praia à razão de vinte e seis por minuto, tanto na calma como na tormenta. Aquele que nos criou pode também nos dirigir. Somente aquele que fez o cérebro e o coração pode guiá-los com êxito para um alvo útil.
A ciência moderna descobriu que todos os grãos das espigas são em número par, e é admirável que Jesus, ao se referir aos grãos, tenha mencionado exatamente números pares: 30, 60, e 100 (Marcos 4:8). Pela sua maravilhosa sabedoria e graça, é assim que o Senhor determina à vida que cumpra os propósitos e planos dEle. Somente a vida sob o cuidado divino está a salvo de contratempos.
Outro mistério que a ciência ainda não descobriu: enormes árvores, pesando milhares de quilos, apoiadas em apenas poucos centímetros de raízes. Ninguém até agora conseguiu descobrir esse princípio de sustentação a fim de aplicá-lo em edifícios e pontes.
Mas há maravilha ainda maior. O Criador toma o oxigênio e o hidrogênio, ambos sem cheiro, sem sabor e sem cor, e os combina como carvão, que é insolúvel, negro e sem gosto. O resultado, porém, é o alvo e doce açúcar.
Esses são apenas alguns vislumbres de um Deus sábio e amoroso. Esse mesmo Deus que realiza tais maravilhas no mundo que Ele criou, pode também efetuar em nós um milagre ainda muito maior. Ele pode dar-nos um novo nascimento, fazendo novas todas as coisas (João 3:3; 2 Coríntios 5:17). Ele pode tomar nossa vida triste, inútil e insípida, e torná-la alegre, útil e plena de significado para a glória dEle.
Portanto, leitor, não se desespere. Não importa quão grave seja a sua condição física, moral ou espiritual. O Senhor Jesus, que ‘ontem e hoje é o mesmo, e o será para sempre’ (Hebreus 13:8), só Ele tem a última palavra. Você pode experimentar um milagre! Tão somente creia nEle, receba-O como seu único Senhor e Salvador (João 3:16), e coloque a sua vida nas mãos dEle.

Você tem estado ansioso, preocupado, aflito? Lembre-se de que Jesus afirmou que, se Deus zela até pelos pequenos pardais, quanto mais zelará por nós, que lhe valemos mais que qualquer ave do céu. Descansa no Senhor, espera no Senhor, anima-te... e ele fortalecerá teu coração!

quarta-feira, 5 de maio de 2010

MENTALIDADE ESPIRITUAL

“A mentalidade do Espírito é vida e paz” (Romanos 8:6, NVI).

O sentimento de paz que o apóstolo Paulo diz que é fruto da mentalidade espiritual depende da medida em que a nossa mente está cheia de pensamentos espirituais. Dos incrédulos, Deus disse: “toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente” (Gênesis 6:5). Os pecados que se vêem abertamente no mundo não nos dizem quão mau o mundo é. A real medida do mal do mundo é a multiplicidade de maus pensamentos nas mentes dos incrédulos. Não pode haver maior prova da mentalidade espiritual do que uma completa mudança na torrente contínua dos nossos pensamentos.
Abandonar certos pecados particulares não é suficiente; uma pessoa pode ser curada de uma doença e, contudo, ainda morrer de outra. É preciso que haja uma completa restauração da saúde. Quando tivermos mentalidade espiritual, estaremos cheios de pensamentos espirituais. Leiam o Salmo 119 e meditem nele. Vejam como Davi expressa seu constante prazer na lei de Deus. Nós podemos falar como ele?
A Bíblia foi escrita, não só para mostrar como eram os santos daquele tempo, e sim também como eles devem ser agora. Qual a proporção de todos os nossos pensamentos é sobre coisas espirituais? Nós dizemos que o nosso principal interesse é pelas coisas espirituais, celestiais e eternas. Acaso não deveriam nossos pensamentos refletir essa prioridade, sendo eles principalmente espirituais?
Pense por um momento nas prioridades dos incrédulos. Suas atividades diárias ocupam todos os seus pensamentos. Estão ocupados com os quefazeres diários, com os seus filhos e com a prosperidade futura. Que é que você pensaria de uma pessoa que diz que vai viajar de mudança para outro país, onde ele tem uma herança eterna e, contudo, cuja conversa só gira e torno de coisas insignificantes que terá que deixar para trás quando partir? As coisas desta vida não devem ocupar os nossos pensamentos tão plenamente como as coisas espirituais. Pense!
Rev. José Rodrigues
Igreja Presbiteriana do Brasil