segunda-feira, 20 de setembro de 2010

A LEITURA PODE TRANSFORMAR NOSSA REALIDADE!

Como a leitura pode transformar nossa realidade? A leitura é extremamente importante, não apenas por ser fundamental em nossa formação intelectual, mas também por permitir a todos o acesso a um mundo de informações, idéias e sonhos. Sim, pois ler é ampliar horizontes e deixar que a imaginação desenhe situações e lugares desconhecidos, e isto é um direito de todos.

A leitura permite ao homem se comunicar, aprender e até mesmo desenvolver, trabalhar suas dificuldades. Em reportagem recente, uma grande revista de circulação nacional atribuiu à leitura a importância de agente fundamental para a transformação social do nosso país. Através do conhecimento da língua, todos têm acesso à informação e são capazes de emitir uma opinião sobre os acontecimentos. Ter opinião é cidadania e essa parte pode ser a grande transformação social do Brasil.

Os benefícios da leitura são cientificamente comprovados. Pesquisas indicam que crianças que têm o hábito da leitura incentivado durante toda a vida escolar desenvolvem seu senso crítico e mantém seu rendimento escolar em um nível alto. Permitir a uma criança sonhar com uma aventura pela selva ou imaginar uma incrível viagem espacial são algumas das mágicas da leitura. Ler amplia nosso conhecimento, desenvolve a nossa criatividade e nos desperta para um mundo de palavras e com elas construímos o que gostamos, o que queremos e o que sonhamos.

Portanto, garantir a todos o acesso à leitura deve ser uma política de Estado, mas cabe a nós dedicarmos um tempo do nosso dia a um bom livro, incentivar nossos amigos, filhos ou irmãos a se apegarem à leitura e acima de tudo utilizar nosso conhecimento para fazer de nossa cidade, estado ou país, um lugar melhor para se viver.

terça-feira, 7 de setembro de 2010

OREMOS PELOS PASTORES EVANGÉLICOS DO BRASIL!


O apóstolo Paulo escreveu: “Agora, vos rogamos, irmãos, que acateis com apreço os que trabalham entre vós e os que vos presidem no Senhor e vos admoestam; e que os tenhais com amor em máxima consideração, por causa do trabalho que realizam” (1 Ts 5:12). Quem são os que trabalham entre nós, nos presidem no Senhor e nos admoestam? A quem devemos acatar com apreço, amar e ter em máxima consideração?


Em suas notas a Bíblia de Estudo de Genebra explica que já nos primeiros dias da igreja cristã havia líderes encarregados do cuidado e supervisão espiritual. Hoje, são os pastores. O exegeta Marshall explica que, ao escrever esta passagem aos cristãos de Tessalônica, Paulo não se refere a três categorias diferentes de pessoas, mas a três aspectos do trabalho do mesmo grupo de pessoas. O ministério pastoral é um trabalho glorioso, mas nem sempre fácil...


Pastores são seres humanos que carecem da graça de Deus como quaisquer outros. Se há alguma prerrogativa distintiva sobre pastores, é o maior juízo que receberão (Tg 3:1). Amar e respeitar pastores é compreender que eles têm limitações. É ajudá-los a transcender suas imperfeições. É lembrar deles e chamá-los não apenas para resolver problemas, mas também para partilhar bons e agradáveis momentos.


Nós, seres humanos, tendemos a ser implacáveis quanto às falhas dos outros; mas Jesus nos ensinou a sermos misericordiosos como Deus é (Lc 6:36). Pastores falham. Sejamos misericordiosos diante das dificuldades de nossos pastores. Talvez, ao invés de odiá-los e criticá-los, possamos atender a súplica de Paulo, na mesma carta, alguns versículos adiante. Ele, um missionário, um evangelista, um pregador, um líder, um mestre e um pastor de almas, roga a seus destinatários: “Irmãos, orai por nós” (v 25). Se este grande homem de Deus pedia que se orasse por ele, oremos por nossos pastores!