quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

UM POUCO MAIS SOBRE RESOLUÇÕES DE ANO NOVO



Viajar mais, dedicar mais tempo à família, emagrecer, melhorar as notas... Estes são alguns exemplos típicos de resoluções de ano novo. Promessas como essas podem ser positivas, nos ajudando a evitar a procrastinação na realização de nossos projetos de vida. Infelizmente, a maioria delas é esquecida e deixa de ser cumprida. Isso acontece com tanta freqüência que já surgiram sites na Internet para ajudar os usuários a cumprir suas resoluções, permitindo que eles criem planos de objetivos e oferecendo recompensas e punições para seu desempenho.

Os seguidores de Jesus Cristo não têm - ou, pelo menos, não deveriam ter - dificuldades quanto à disciplina que lhes permite alcançar seus objetivos. Principalmente porque não se esforçam para atingir metas momentâneas, mas duradouras, que são a nossa redenção e a vida eterna após a morte. Ilustrando essa verdade com o exemplo da obstinação dos atletas decididos a vencer uma competição, o apóstolo Paulo escreveu: “Todos os que competem nos jogos se submetem a um treinamento rigoroso, para obter uma coroa que logo perece; mas nós o fazemos para ganhar uma coroa que dura para sempre” (1 Co 9:25).

Enquanto os outros desanimam rapidamente dos objetivos propostos no início de cada ano, nós, cristãos, não devemos desistir jamais dos dons que o próprio Deus têm nos reservado, isto é, a salvação e a vida eterna na glória dos céus. O mesmo Paulo escreveu ainda: “Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus” (Fp 3:13-14).

Também o autor da carta aos Hebreus, ciente dos obstáculos que enfrentamos neste mundo, e desejoso de nos encorajar a permanecermos firmes em nosso propósito, escreveu: “Portanto, também nós... livremo-nos de tudo o que nos atrapalha e do pecado que nos envolve, e corramos com perseverança a corrida que nos é proposta, tendo os olhos fitos em Jesus, autor e consumador da nossa fé” (Hb 12:1-2).

Como podemos perceber, o segredo para ganharmos a “coroa que dura para sempre” e “o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo” é olharmos firmemente para Jesus, “autor e consumador da nossa fé”. Assim, enquanto muitos estiverem desistindo de suas resoluções fugazes, nós, os que permanecermos resolutos em nosso propósito, poderemos declarar: “Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé” (2 Tm 4:7). Estabeleçamos a resolução de vivermos para o louvor da glória de Deus não apenas durante um ano, mas por toda a nossa vida!

Rev. Oslei do Nascimento

Nenhum comentário: